Água-viva curtindo o mar da Safe Sea sem ser encomodada

O litoral gaúcho contém água-viva

Somente entre dezembro de 2018 e janeiro de 2019, cerca de 29 mil pessoas sofreram envenenamentos causados por águas-vivas no litoral gaúcho. Os dados são divulgados pelo Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Sul e contabilizados no âmbito da Operação Verão, coordenada pela entidade.

Na região sul do país, esses números trazidos a público ano a ano mostram uma tendência de aumento progressivo desse tipo de acidente. Em 2009, eram reportados centenas de casos em estudos semelhantes; nos últimos anos, a cada temporada, registram-se índices na casa dos milhares.

Os ataques ocorrem devido aos tentáculos desses animais marinhos, que liberam toxinas ao mínimo contato com a pele humana.  O veneno envolvido possui uma neurotoxina desenvolvida para paralisar a presa e, embora na grande maioria dos casos não seja fatal, provoca dores, fisgadas, irritações na pele, câimbras e uma sensação de queimadura. Em casos extremos, pode provocar vômitos, tontura, queda de pressão, entre outros sintomas mais graves.

Como, então, tratar os incidentes tão indesejados provocados por esses animais? E mais importante: como prevenir que aconteçam, desfrutando de um verão mais tranquilo? Se você frequenta o litoral gaúcho e a cada temporada se depara com essas preocupações, continue a leitura e saiba o que de mais inovador existe para inibir a ação das águas-vivas.

 

Primeiros socorros e tratamento

Nem só de filtro solar, guarda-sol e óculos escuros vive um veranista. Isso porque ter à mão um spray de vinagre tornou-se um item fundamental para aproveitar bem um dia de sol. O líquido é a forma de tratamento mais fácil e eficaz aos envenenamentos causados por águas-vivas.

O vinagre de cozinha, quando borrifado sobre o local afetado, ameniza a dor e ajuda a conter a disseminação do veneno. O ideal é deixar o líquido em contato com a pele por até 20 minutos.

Outra medida paliativa é usar compressas de água do mar, de preferência gelada. Elas também ajudam a parar a dor. A água doce deve ser evitada sob qualquer hipótese, uma vez que potencializará a ação das toxinas. Apenas casos raros requerem maiores cuidados, como a visita a um hospital.

 

Prevenção inovadora

Até pouco tempo, a única forma de prevenir contra as ameaças das águas-vivas passava pela solução algo drástica de evitar entrar na água – o que, convenhamos, é o pesadelo de qualquer banhista que queira aproveitar bem o verão.  O recém-lançado Safe Sea® vem resolver de vez o problema, pois é o primeiro e único protetor solar que previne e evita ataques de águas-vivas.

Como, então, age esse produto inovador? Safe Sea® contém ingredientes que atuam segundo quatro mecanismos sinérgicos:

  1. A sua textura dificulta a aderência dos tentáculos do animal à pele humana. Eles acabam deslizando e não conseguem “grudar” o suficiente para transmitir o veneno.


  2. Em caso de haver real contato da água-viva com a pele humana, Safe Sea® libera alguns polissacarídeos que confundem o animal e fazem com que ele pense que está tocando em outro membro da sua própria espécie. Uma vez que o veneno é, na verdade, um mecanismo de defesa contra presas e ameaças em geral, com a ação de Safe Sea®, não há reconhecimento de um potencial inimigo e, portanto, não há ativação dos mecanismos de liberação das substâncias tóxicas.

 

  1. Quando entram em contato com a pele humana, células específicas presentes em microagulhas dos tentáculos das águas vivas injetam veneno no corpo humano. O movimento ocorre devido às diferentes pressões entre as células das águas vivas e as nossas células. Essa ação é multiplicada pelos inúmeros filamentos envolvidos no contato.

 

  1. Determinadas substâncias contidas em Safe Sea® ainda bloqueiam o caminho entre o receptor e a pele humana.

 

Além de inibir a ação das águas-vivas por até 80 minutos, mesmo com total imersão na água, Safe Sea® oferece fator de proteção 50 contra raios UVA e UVB e previne o envelhecimento da pele, sendo enriquecido com as vitaminas B e E e, por isso, recomendado inclusive como creme facial.

Safe Sea®. Tome nota deste nome, pois a partir de agora ele é outro item essencial no seu kit de verão.

Safe Sea® – Prevenção e proteção contra queimaduras de águas-vivas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *