Uma mulher passando Safe Sea®

Você sabe o que são dermocosméticos?

Quando falamos em “cuidados com a pele”, referimo-nos fundamentalmente a um conjunto de procedimentos que se bifurcam em duas vertentes: saúde e beleza. Todo mundo quer ter pele bonita e saudável, com aspecto jovem e radiante; do mesmo modo, todos queremos evitar doenças, como o câncer de pele e a acne.

Durante muito tempo, existiam basicamente dois tipos de produtos, um para os cuidados de beleza e outro para os procedimentos relacionados à saúde e à prevenção de doenças. Mas eis que recentemente surgiram os dermocosméticos, que vieram para revolucionar os produtos para a pele e trazer praticidade ao consumidor, partindo do entendimento de que esses dois domínios – saúde e beleza – estão na verdade inter-relacionados.

Você sabe como usar os dermocosméticos e quais as suas principais diferenças em relação aos produtos comuns? Para esclarecer essas dúvidas, continue a leitura e descubra o que eles têm para oferecer!

 

O que são dermocosméticos?

Conforme já adiantamos, os dermocosméticos são produtos para a pele (dermo = pele) que aliam a função dermatológica à função cosmética, ou seja, aos cuidados com a beleza. Sendo assim, tais produtos possuem duplos ativos, que são eficazes em diferentes tratamentos dermatológicos e preventivos da saúde da pele, como os de anti-idade, redução da flacidez e redução de manchas e cicatrizes de acne.

Para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), os dermocosméticos são classificados como sendo de grau II, diferentemente dos produtos de beleza, que são enquadrados no grau I. Isso quer dizer que, mesmo sendo cosméticos, eles devem passar por rigorosos testes e pesquisas para a comprovação científica da segurança e eficácia referida pelo fabricante. Os componentes da formulação dos exclusivamente cosméticos não necessitam de uma comprovação científica, pois se entende que eles não representam riscos à saúde de modo geral.

Para o consumidor, trata-se de uma segurança adicional. Por isso, os dermocosméticos são os mais indicados para quem apresenta pele sensível ou algum tipo de alergia na pele – geralmente, tais produtos além de passarem por testes rigorosos, não apresentam corantes e fragrâncias, diminuindo também o risco de irritações e de obstrução dos poros.

 

Quais as diferenças entre os cosméticos e os dermocosméticos?

Os produtos exclusivamente cosméticos possuem uma ação mais superficial. Eles agem nas primeiras camadas da pele e geralmente estão associados a mudanças imediatas e momentâneas, ou seja, passageiras. Imaginemos que você tem olheiras. Se você aplicar um corretivo sobre elas, irá, de fato, obter uma aparência mais uniforme dessa região do seu rosto, mas, quando tirar o produto, o aspecto escurecido irá voltar.  

Os dermocosméticos, pelo contrário, possuem uma ação no sentido de reduzir ou eliminar o problema a longo prazo, de modo que, em algumas situações, os seus efeitos demoram a aparecer.

 

O caso dos protetores solares

Alguns protetores solares, como Safe Sea®, são um bom exemplo de dermocosméticos. Como se sabe, a função principal desse tipo de produtos é proteger a pele dos efeitos nocivos do Sol. Ora, esses efeitos são basicamente dois: doenças e envelhecimento da pele.

Por isso, usar um protetor solar adequado é só prevenir manchas, rugas, linhas de expressão e flacidez, mas também cuidar da saúde.

Além disso, alguns protetores possuem em sua fórmula agentes hidratantes, enriquecidos com complexos de vitaminas, que simultaneamente melhoram a aparência e a saúde da pele. Estes produtos representam ainda excelente custo-benefício e podem ser usados em conjugação com os produtos cosméticos convencionais.

Safe Sea® – Prevenção e proteção contra queimaduras de águas-vivas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *